24 de julho de 2016 0

Edição 118ª - 31 de julho de 2016

O Direito Político e Eleitoral, ainda, é um ramo da advocacia eminentemente masculino. É por isso que a atuação de profissionais femininas, como a da advogada Nathália Salles, revela-se extremamente desafiadora, tanto quanto à inserção da mulher na política. “É preciso confiança, coragem e naturalidade para sentar à mesa com homens e participar dos processos decisórios, propondo soluções e representando-os perante a esfera judicial. Não há o que temer!”, argumenta Salles.

Uma ótica que tem conseguido vencer barreiras em um espaço conceitual pouco afeito a isonomia de gêneros. Como o é a da Lei Eleitoral. Afinal de contas, para incentivar a participação feminina na política, a legislação adota a obrigatoriedade de cota para candidatura, reserva de tempo de propaganda e fundo partidário. São meios de se favorecer a igualdade de gêneros, apesar de se revelarem insuficientes.

Graduada pela PUC/Goiás e finalizando a especialização em Direito Eleitoral, pelo Instituto Brasiliense de Direito Público, Nathália Salles revela que um dos encantamentos nesta área do Direito é a oportunidade de participar diretamente de um trabalho coletivo na busca de um objetivo maior, a vitória nas eleições.

“Um momento em que se pode conviver com pessoas que se unem com paixão, esperança e árduo trabalho para concretizar um único sonho. Impossível não se contagiar”, revela. A escolha da área aconteceu em tenra idade, quando a irmã vaticinou que no futuro apenas existiriam advogados para as causas muito difíceis ou impossíveis. “Tenho por meta aperfeiçoar minha atuação no assessoramento até alcançar a excelência”.

Apesar dos icônicos 25 anos, Nathália Salles atuou ativamente na campanha eleitoral do congressista Marcos Abrão (PPS/GO), em 2014, o qual, atualmente, assessora juridicamente. Neste cenário, se diz convicta de que a ocupação de espaços de poder pelas mulheres passa, necessariamente, pela renovação de atitudes das próprias mulheres. “É preciso romper o preconceito consigo própria e acreditar que pode alcançar outros níveis da organização, sem se abalar diante das negativas de espaços. O segredo de qualquer vencedor está na determinação e na persistência.” (Esta matéria, também, pode ser lida na no Vida Mulher,  a Coluna do Centro de Valorização da Mulher, o Cevam, que é veiculada todos os domingos na página 7, do DM Revista, do Diário da Manhã)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *