17 de março de 2016 0


Protagonismo feminino: eu acredito nessa luta!

 

O cotidiano das mulheres está repleto de violência, desde a física àquela nem sempre visível. Em Goiás, infelizmente, não é diferente, já que o nosso estado é o 3º onde mais ocorrem casos de mortes violentas de mulheres. Em 10 anos, a violência contra o sexo feminino em território goiano aumentou 89%. Esses são dados nos entristecem e nos envergonham. Mas essa realidade pode ser transformada, aqui e agora.

O Brasil está atrasado na garantia dos direitos às mulheres e cabe a todos nós fazermos nossa parte na coletividade. Combater todos os tipos de violência é um compromisso do Partido Popular Socialista. Não toleramos qualquer tipo de violência física, financeira ou racial contra as mulheres, nem contra qualquer tipo de minoria representativa.

Hoje, dos 513 parlamentares na Câmara dos Deputados, temos apenas 50 mulheres e cinco estados brasileiros não têm representação feminina no Legislativo federal. Isso precisa mudar! Por falta de votos, o Plenário da Câmara rejeitou emenda apresentada pela bancada feminina à reforma política que garantiria um percentual de vagas no Legislativo para as mulheres. Foram somente 293 votos a favor do texto, quando o mínimo necessário era de 308. Houve 101 votos contrários e 53 abstenções. Lamentei essa decisão, porque acredito na força e sensibilidade das mulheres na política para identificar mais oportunidades para todos.

Em setembro deste ano, em Goiânia, a senadora Lúcia Vânia lançou a campanha “Mais Mulheres na Política – A reforma que o Brasil precisa”, coordenada pela Procuradoria Especial da Mulher no Senado e pela Secretaria de Mulheres da Câmara dos Deputados. Esse foi um importante passo por mais inclusão feminina nas decisões e nos cargos políticos. Precisamos avançar ainda mais e garantir que mais mulheres estejam na linha de frente do País.

Eu acredito na força da mulher na política. É por isso que o Partido Popular Socialista de Goiás ficou mais forte com a chegada da pedagoga Maria Cecília Machado do Vale, a Cecília do Cevam (Centro de Valorização da Mulher). Ela está disposta a lutar pelo protagonismo da mulher na política. Junto com Cecília, vêm Dolly Soares e Carla Monteiro, atuantes do movimento feminista, que se juntam a Heloísa Fortes, da Cidade Ocidental. A reestruturação do PPS Mulher será imprescindível para o fortalecimento do PPS em Goiás. A mulher como protagonista é uma de nossas bandeiras, e não vamos abandonar.

É preciso garantir a equidade de direitos. As mulheres precisam ter acesso às mesmas oportunidades. E isso começa na política. Contem sempre com meu apoio nessa luta!

 

Marcos Abrão

Deputado Federal

Presidente do PPS-GO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *